8 Medos que os Maridos não compartilham com suas esposas



8 Medos que os Maridos não compartilham com suas esposas

1. “Não estou ganhando suficiente dinheiro”

Os homens têm o ego apegado ao conceito de ser um bom provedor. De modo que é provável que fiquem mais calados quando têm problemas de dinheiro ou sentem que seu papel de provedor está em cheque.

Quando a mulher notar que seu esposo tem estes problemas, o ideal é apoiá-lo, ajudando a administrar as despesas ou incentivando-o a realizar um esforço conjunto para resolver o problema, além de recordar que está orgulhosa dele.

2. “Não conquistei o suficiente em minha vida”

Os homens com frequência se auto-analisam e se perguntam “Qual é o meu legado?”. Ás vezes a gente tem vontade de parar geral e começar tudo de novo novamente do zero em outra área, em geral, por insatisfação profissional ou porque não estamos vivendo a vida ao máximo e o tempo está cobrando. Isto é muito broxante! Alguns poucos tem a coragem de romper com tudo e procurar novos ares.

O melhor em quaisquer situações é incentivá-lo a encontrar uma maneira viável de compatibilizar o trabalho e seus interesses, sempre lembrando que os homens respondem muito melhor aos incentivos para metas razoáveis em vez de críticas de que está vivendo uma crise da meia idade (Um catzo!).

3. “Estou a ponto de perder meu trabalho”

marido-com-medoQuando alguém vê que seus colegas de trabalho estão sendo despedidos, teme que aconteça o mesmo. Este é um dos maiores medos da maioria dos homens. Ficam nervosos ou apáticos. Sobre o assunto tenho uma história que me marcou muito: alguns dias após o nascimento de minha primeira filha, fui despedido de um escritório de engenharia que trabalhava.

Durante duas semanas continuei saindo e voltando de casa no mesmo horário e passava o dia inteiro desesperado entregando currículos pessoalmente em todas as empresas. Só contei o que havia se passado para minha esposa quando já estava empregado novamente.

4. “Estou ficando velho”

Graças à pressão social e a desvalorização profissional, os homens preocupam-se muito com a idade e seu aspecto pessoal, mesmo quando não há mudanças físicas notórias. Por isso é muito importante que tenha uma companheira que não deixe que se converta em um “velho resmungão” e recorde que ainda é jovem e que está cada vez melhor. Homens também precisam de elogios.

5. “Tenho um problema de saúde”

Os estudos demonstram que os homens evitamos ir ao médico a todo custo. Por isso, quando um homem começa a falar sobre alguma doença é um sinal de alerta que não deve ser ignorado e que ele precisa rapidamente procurar um especialista, nem que seja para levar uma “dedada”.

homem-com-medoMas a melhor maneira de conseguir que recorra a um médico não é obrigando, senão que apontando às suas sensibilidades, fazendo “chantaginha” do tipo “Quer ver seus netos se formando, pois tem que fazer exames anuais”, simples assim.

6. “Minha esposa não está satisfeita”

Muitos homens temem não cumprir com as expectativas das esposas no plano sexual. Todo homem, no geral, quer satisfazer sua mulher na intimidade e quando notam que elas tem fogo de sobra na bacurinha costumam pensar que é sua culpa, que não estão dando conta. Por isso, é muito importante que a mulher procure melhorar a comunicação para conseguir o que quer na cama.

Desta forma se sentirá mais satisfeita e ao mesmo tempo não ferirá sua autoestima. Há também alguns casos em que os homens não conseguem cumprir com as expectativas das esposas no plano financeiro. Nesse caso, por mais que sofra, o melhor é que mande-a pastar. Afinal ela sabia quem era e suas limitações quando o conheceu.

7. “Não sou um bom pai”

É comum que os filhos prefiram sair com sua querida mamãe do que com seu exigente pai, mas os homens podem levar isso para outro lado (Eu sei!). É uma questão de ego, afinal é muito fácil se sentir pouco amado nos dias atuais e quando isso acontece dentro da própria casa é um pé no saco.

As mulheres adoram repetir seus problemas e desfiam rosários de queixas, mas se esquecem miseravelmente de dizer o bom pai que o marido é. Reconhecimento é muito importante.

8. “Tenho medo de morrer”

Os homens não estamos preocupados com a morte em si, senão que pelo impacto que nosso falecimento poderia causar no seio da família. Todo homem de bem quer ser recordado como forte, poderoso e vital.

Essa matéria foi publicada no site americano WomansDay e achamos muito interessante compartilhar.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

1 Comentário